Saúde promove capacitação orientando profissionais da rede municipal sobre o Coronavírus

Medida foi tomada após casos suspeitos surgirem no Brasil e, mais recentemente, em Minas Gerais. Catalão não há nenhuma suspeita da doença.

A quinta-feira (27) começou com importante iniciativa da Prefeitura de Catalão, por meio da Secretaria de Saúde. Profissionais da rede municipal foram convocados e participaram de uma palestra de orientação sobre o Coronavírus, cientificamente chamado de Covid-19.

A capacitação aconteceu no auditório do Centro Integrado da Mulher. Cerca de 50 servidores, coordenadores de cada uma das Unidades Básicas de Saúde e outros departamentos ligados à área, marcaram presença. Eles serão multiplicadores das informações. O objetivo foi esclarecer todos os detalhes sobre a doença. Desde os sintomas, formas de contágio, cuidados/prevenção, a abordagem dos pacientes, até os procedimentos necessários em situações de suspeita, diagnóstico e tratamento. O médico infectologista Dr. Franco Nero Tristão foi o responsável por prestar todos os esclarecimentos e tirar as dúvidas dos servidores. De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Velomar Rios, tudo foi pensado e planejado após casos suspeitos surgirem no Brasil e, mais recentemente, em Uberlândia, Minas Gerais. “Em Catalão não há casos de coronavírus. Nossa intenção é tão somente deixar nossas equipes, todos os profissionais da saúde no município preparados caso haja uma situação suspeita como temos visto ser noticiado por aí. Precisamos disseminar as informações e orientações que vem do próprio Ministério da Saúde, para alinhar a conduta dos profissionais que trabalham em toda nossa rede no município. O importante é que antecipadamente nos colocamos em alerta. Toda a parte médica, de regulação, de atendimento da SMS, entre outros, já estão se preparando para atuar se for necessário. E vamos continuar acompanhando constantemente qualquer mudança que possa surgir no cenário epidemiológico para adequar a conduta”, disse ele.

Entenda:

Sintomas

  • Pode ser assintomático
  • Pode variar de um simples resfriado até uma pneumonia severa
  • Febre, tosse e dificuldade de respirar

Quando é considerado caso suspeito para Coronavírus e deve ser investigado:

  • Quando apresentar febre e um ou mais sintomas respiratórios (tosse/dispneia – dificuldade de respirar) e tiver viajado nos últimos 14 dias para algum dos países com casos confirmados (Alemanha, Austrália, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Camboja, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália, Japão, Tailândia, Vietnã e Singapura).
  • Quando apresentar febre e um ou mais sintomas respiratórios (tosse/dificuldade de respirar) e tiver histórico de contato próximo de pessoa com suspeita da doença nos últimos 14 dias.
  • Quando apresentar febre e um ou mais sintomas respiratórios (tosse/dificuldade de respirar) e tiver contato próximo de pessoa com a doença confirmada nos últimos 14 dias.

Tratamento:

  • Não existe tratamento específico para o coronavírus
  • Não existe medicação específica
  • Não há vacinas
  • O tratamento é direcionado para sintomas e complicações

 

Recomendações:

  • Lavar regularmente as mãos, se possível fazer uso de álcool gel
  • Cobrir boca e nariz (não com a mão) ao tossir e espirrar
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos e garrafas
  • Se apresentar sintomas, procurar o serviço de saúde mais próximo.

 

ASCOM – Prefeitura de Catalão