NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura Municipal de Catalão através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, juntamente com a equipe do Cetas, vem a público esclarecer que na noite do dia 02 de fevereiro de 2020, o Corpo de Bombeiros Militar de Catalão foi acionado para o resgate de um filhote de onça parda (Puma concolor), no Bairro Marcone. O animal de aproximadamente 3 meses de idade foi avaliado pela equipe técnica do Centro de Triagem de Animais Silvestres de Catalão – CETAS, onde não se constatou quaisquer alterações físicas e clínicas que comprometessem a reintrodução do animal.  Nesse contexto, a equipe do CETAS realizou uma avaliação da área em que o animal foi encontrado, onde ao detectar vestígios da mãe, optou-se pela reintrodução do filhote e monitoramento do local.

Na noite de 04 de fevereiro, novamente o Corpo de Bombeiros Militar foi acionado para o resgate de outro filhote de onça-parda, que se encontrava no Bairro Marcone, na rua acima do local onde o primeiro animal foi encontrado. Após o recolhimento do filhote, foi realizada a avaliação física e clínica, onde se constatou que o filhote apresentava alterações clínicas, resultando sua permanência no CETAS para reabilitação. O quadro clínico do filhote é considerável estável, entretanto necessita de cuidados especiais, tais como: alimentação adequada e temperatura, bem como o isolamento, não sendo permitido o contato com humanos, evitando assim a transmissão de possíveis patógenos.

Vale ressaltar que uma onça-parda pode ter em média de 3 a 4 filhotes por gestação, onde permanecem com a mãe por cerca de 12 a 18 meses. Desta forma, não é possível afirmar que se trata do mesmo filhote em virtude da semelhança física. Diante disso, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Catalão vem realizando buscas ativas e monitoramento da área, não sendo constatada a presença de felinos silvestres.

Ressaltamos também que, o animal encontrado atropelado na GO-330 em direção a Ouvidor não se trata de uma onça-parda, mas sim de um gato-do- mato (Leopardus sp.), onde não foi possível realizar a sua identificação em virtude do estado de deterioração da carcaça, exposta na rodovia a mais de 3 dias. Portanto não há indícios que caracterizem a ligação entre as situações mencionadas acima.

Diante disso, é importante salientar que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SEMMAC concomitante com a equipe do CETAS, realiza a mais de 5 anos atividades relacionadas a Educação Ambiental, recepção, reabilitação e reintrodução de espécimes silvestres, com profissionais habilitados e capacitados.

Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SEMMAC