Geografia

Mapa de Catalo.

O municpio de Catalo encontra-se a sudeste do estado de Gois, numa rea com duas formas de relevo distintas: os planaltos ondulados, do tipo mares de morro do oeste e uma rea de chapada, mais plana e mais alta, a nordeste. As altitudes variam entre 650 e 1.200 metros. O relevo bastante compartimentado, com depresses nos vales dos rios So Marcos e Paranabas, uma chapada a nordeste e mares de morro no restante do municpio. A despeito de pequenas reas onde h remanescentes de mata atlntica, o domnio morfoclimtico tpico o dos Cerrados.

O embasamento rochoso do Complexo Arax, com rochas entre 650 milhes e um bilho de anos, com farto predomnio de rochas cristalinas, em especial metamrficas, como xistos e gnaisses, alm de quartzos os mais diversos. H dois complexos ultramficos no municpio: Catalo I e Catalo II. Neles h importantes jazidas de nibio, fosfato (exploradas), titnio, vermiculita e terras raras.

Cerrado, elemento natural caracterstico.

O municpio de Catalo encontra-se quase que exclusivamente no complexo dos cerrados: vegetao de cerrado tpico, campo cerrado, cerrado, veredas, alm de manchas eventuais de mata atlntica. Os animais so em sua maioria aqueles dos cerrados, com alguns tipos comuns em reas de mata atlntica, incluindo animais quase extintos em Gois, como a anta e a piracanjuba. Em relao ao stio urbano, seja em funo da relativamente abundante presena de praas, parques, bosques e reservas, seja por que muitas das casas contam com quintais arborizados com rvores frutferas, o que garante alimento constante e diverso, no stio urbano de Catalo h um abundante nmero de espcies e espcimes de animais. Entre estes, dominam os pssaros, sobretudo passeriformes, psitaciformes e estrigiformes, mas tambm aves mais raras, como urutaus, tucanos e canrios da terra. Todavia h tambm inmeras variedades de peixes, rpteis e at mamferos, alguns bastante incomuns para um stio urbano, encontrados nos bosques, como macacos, saguis, pacas, tamandus, capivaras e lontras, dentre outros.

Os principais rios que cortam o municpio so os rios Paranaba, So Marcos, Verssimo e So Bento. Alm destes h um sem nmero de cursos d'gua de menor monta, merecendo algum destaque o ribeiro Pirapitinga, que corta o stio urbano e o ribeiro da Custdia, que atravessa importante regio agrcola.

Relevo

O municpio de Catalo possui duas paisagens geomorfolgicas distintas: a nordeste do Rio So Marcos, uma rea plana de chapada, com altitudes oscilando em torno dos 1.000 metros e ao sul desta, escarpas e mares de morro; a oeste do referido rio, reas mais acidentadas, entremeadas por pequenos vales fluviais chamados veredas, com altitude oscilando em torno dos 800 metros. Finalmente, as pores mais baixas do territrio encontram-se na parte meridional do mesmo, nas margens do rio Paranaba, cercania dos povoados de Pedra Branca e Olhos d'gua, onde as altitudes esto prximas dos 650 metros e o relevo suave. Indo destes vales para as direes norte e leste, comeam os domnios de mares de morro, os quais predominam largamente no municpio; neles, as altitudes aumentam paulatinamente, chegando a estar entre 800 e 900 metros na regio do municpio de Catalo e a mais de 1.200 metros, seguindo rumo ao norte.

Finalmente, na poro nordeste do municpio, ocupando cerca de 100 mil hectares, se encontra o Chapado de Catalo, que se prolonga pelo Estado de Minas Gerais, quase todo acima da cota dos mil metros de altitude. uma rea de relevo bastante plano, com baixa declividade e solos profundos, cercado por reas bastante escarpadas ao sul e pelos rios Paranaba, a leste, e So Marcos, a oeste. Em relao ao stio urbano, ocorrem trs formas de relevo bsicas: morros, pequenos vales e reas planas elevadas. Os morros do municpio so trs: o de So Joo o mais alto e no alto do qual existe a Igreja de So Joo, construo de relevante interesse turstico; Trs Cruzes, no alto do qual situa-se o centro cultural e Santo Antnio, o mais baixo dos trs e que tem em seu cume, a igreja de Santo Antnio, que tambm tem interesse histrico. Entre estes morros h um sem nmero de vales e baixadas, entrecortados por crregos como os do Almoo e do Pirapitinga. Finalmente, ao norte do stio urbano, h uma rea plana e alta, com altitude de cerca de 900 metros, que para onde o stio urbano mais est se expandindo.

Solo e uso

Um parque, com solo vista.

Devido a sua grande extenso, no municpio de Catalo h, classificados pelo IBGE[24] 10 paisagens pedolgicas. Nestas 10 paisagens, h 4 tipos de solo dominantes: na poro oriental temos trs domnios pedolgicos: na rea da Chapada de Catalo predominam largamente os latossolos vermelho-amarelos eutrficos; um pouco mais ao sul, na rea de cuestas e escarpas que envolvem a poro meridional da Chapada, temos a presena dominante dos neossolos litlicos (litossolos) e ao sul, no sudeste do municpio, h uma paisagem pedolgica onde predominam largamente os latossolos vermelhos eutrficos.

Caminhando rumo a oeste, em toda a poro central do municpio de Catalo, h uma rea de predomnio de cambissolos hplicos, em associao com vrios tipos de latossolos, inclusive com uma pequena poro em que estes, na sua apresentao vermelho amarelo distrfica. Por fim, na poro ocidental do municpio, predominam os argissolos, em vrias apresentaes, em geral vermelho-amarelos.

Acompanhando os tipos pedolgicos, o uso da terra tambm varia bastante: assim, na poro oriental, nas reas de latossolos vermelho-amarelos eutrficos da Chapada, domina o cultivo de gros (soja, milho, trigo, feijo); nas reas de litossolos no h qualquer atividade agropecuria e nas reas de latossolos vermelhos do sudeste catalano, predomina a pecuria de corte. Na poro central, onde dominam os cambissolos, predominam a agropecuria familiar, com pequenas lavouras e reas de pecuria leiteira, a qual domina o uso da terra na poro ocidental, rea de predomnio dos argissolos.

Stio urbano

Horizonte norte, do morro das Trs Cruzes.

O stio urbano localiza-se nas cabeceiras do Ribeiro Pirapitinga, um pequeno afluente do rio Paranaba, que desgua prximo do municpio de Anhanguera. Situa-se em altitudes que vo de cerca de 800 metros, nos arredores do ribeiro Pirapitinga e do crrego do Almoo, at mais de 900 metros, prximo aos trs morros do municpio (So Joo, Santo Antnio e Trs Cruzes) e das reas elevadas e planas do norte do municpio.

O municpio bem servido de praas e lagos artificiais, construdos para amenizar a baixa umidade do ar no inverno local (quase sempre entre 20% e 30%) e servir de reas de lazer. Conta com um pequeno bosque, no setor das Manses; uma pequena rea de vegetao hidrfila de Cerrados, no alto curso do ribeiro Pirapitinga; uma reserva biolgica de Mata Atlntica, no setor Universitrio e; uma grande rea de cerrados, no chamado "Pasto do Pedrinho", rea de propriedade da municipalidade onde se planeja a construo de um parque zoobotnico. No alto curso do crrego do Almoo h ainda charcos e bosques de buritis, mas em reas privadas.

Todavia, em funo sobretudo do fato de ter j quase 300 anos e ter crescido na forma de "surtos" de desenvolvimento, bem como do nmero de veculos (mais de 60.000[25]), bastante significativo para um municpio de 90.004 habitantes e das muitas vias estreitas e subdimensionadas, o trfego no stio urbano chega a ser bastante confuso, sobretudo nas vias de maior circulao. Outro ponto negativo so as queimadas, feitas ilegalmente nas reas baldias e que acontecem justamente no inverno, quando o ar mais seco, o que causa um significativo ndice de pessoas com problemas respiratrios nesta poca do ano.[26]

Fonte: Wikipedia

Notícias e Informativos