Famílias beneficiárias do Programa Minha Casa Minha Vida serão contempladas com plano de desenvolvimento sócioterritorial

Em uma reunião que aconteceu na manhã desta quarta-feira (26) no auditório da Prefeitura de Catalão foi apresentado o Plano de Desenvolvimento Sócio territorial que irá atender 644 famílias, de 8 conjuntos habitacionais do programa do governo federal Minha Casa Minha Vida. O encontro foi promovido pelo município através da secretaria de Habitação, Promoção e Ação Social, e Assuntos Comunitários em parceria com a empresa AMC Projetos Sociais e Consultoria, contratada para desenvolver o projeto.

A responsável técnica do projeto Ana Maria César Vasconcelos, explicou que o Plano de Desenvolvimento Sócioterritorial tem como objetivo proporcionar às famílias dos residenciais (Jardim Europa, Maria Amélia I e II, Copacabana I e II, Imperial I e II e o Residencial Ipanema) além de moradia digna, o convívio organizado em condomínio, gestão comunitária dos espaços comuns, a promoção do bem estar social, a melhoria das condições ambientais, de saúde e da qualidade de vida, visando o atendimento e acompanhamento social por meio de diversas atividades. A ideia é participar essa comunidade em ações de mobilização, organização e fortalecimento social, educação ambiental e patrimonial, bem como desenvolvimento socioeconômico e apoio à gestão condominial.

Nesse sentido, várias atividades serão realizadas ao longo de 12 meses que é o período de execução do plano. E o início é imediato. Tem oficinas e cursos como bordado, pedraria, beleza, informática, maquiagem, auxiliar administrativo, cabeleireiro, eletricista, alimentação, confeitaria, panificação (em parceria com o Senai) entre outros. Terão atividades de lazer e integração em datas comemorativas como Dia das Crianças, Natal além de oficinas de convivência interpessoal e até cursos para síndicos.

Cerca de R$ 620 mil serão investidos através de uma parceria da Prefeitura de Catalão através da secretaria de Habitação com recursos do Ministério das Cidades e repasse da Caixa Econômica Federal. Desse valor a média de investimento a ser aplicado está estimada em R$ 962, 69 por família/ano. Acredita-se que pelo menos 2 mil pessoas sejam beneficiadas.

“Recebemos essa apresentação com muita satisfação porque sabemos que esse trabalho que será executado é uma ajuda de promoção social. Não vai onerar a prefeitura porque é recurso federal especificamente para ser aplicado com essa finalidade. Ou seja, vamos trazer vários benefícios para integração das pessoas na comunidade, valorização das famílias, enfim, é uma ajuda muito bem-vinda realizada por uma empresa especializada que vai oportunizar até capacitação para um novo emprego e transformar a vida da nossa população”, disse João Sebba Prefeito em exercício de Catalão.

Cronograma

A partir de hoje a apresentação do Plano será feita também em cada um dos residenciais para entendimento das famílias e até como forma de divulgar e convidar as pessoas a participarem do projeto que é custo zero.

 

ASCOM - Prefeitura de Catalão