Construção do Centro de Dependentes Químicos de Catalão segue em ritmo total

Projeto idealizado pela atual administração já está com aproximadamente 25% executado. Unidade prestará assistência médica e psicológica aos dependentes e familiares.

A cada dia que passa Catalão se torna uma das poucas cidades do interior do país com investimentos em todas as áreas e com um modelo de gestão exemplo. Entre tantas obras já executadas e entregues, mais um importante projeto – idealizado pela atual administração municipal – segue em ritmo total: a construção do Centro de Dependentes Químicos (CDQC). Um espaço amplo, moderno, arrojado e que oferecerá assistência clínica e psicológica aos dependentes e seus familiares.

A obra inédita e que marcará a história da cidade, é apenas uma entre as 14 em andamento em Catalão. De acordo com a equipe de engenharia da Secretaria de Obras, 25% em média do projeto já foram executados. Com as paredes erguidas está em fase de alvenaria, tudo em ponto de laje. A terraplanagem está pronta, bem como a estrutura em pilares metálicos do refeitório e grande parte do contra piso. Eletrodutos em paredes já foram colocados e começou também toda a parte de reboco externo.  

Os trabalhos de construção do Centro de Dependentes Químicos tiveram início em junho deste ano logo após a assinatura do Prefeito Adib Elias, da ordem de serviço. Ao final da obra que terá duração de até 12 meses, serão investidos exatamente R$ 3.292.151,26. Recursos do próprio município.

O CDQC contará com mais de dois mil metros quadrados de área construída. A clínica segue todas as normas e exigências vigentes. Será uma unidade modelo, de alto padrão. Serão 65 leitos masculinos e 29 femininos; consultórios (clínico geral, psicologia, psiquiatria, assistência social e terapia ocupacional); salas de enfermaria, expurgo e morgue; refeitório completo; piscina; quadra poliesportiva; campo de futebol e até um galpão - espaço para oficinas que servirão de aprendizagem para uma nova profissão (marcenaria, por exemplo).

Esse grande complexo será utilizado para recuperar dependentes químicos e abrandar o sofrimento de seus familiares, oferecendo para todos acompanhamento especializado dentro de uma estrutura apropriada.

A empresa vencedora da licitação e, portanto, responsável pela obra é a Construtora Primarco Ltda.

“Sem dúvida a clínica será exemplo pra Goiás e para o Brasil. Talvez Catalão seja a primeira cidade, se não uma das pouquíssimas do país, com uma clínica desse tamanho. Ofertaremos todo apoio necessário e, inclusive, dentro do período que o dependente estiver internado vamos ensinar a ele uma profissão para que quando sair esteja preparado para trabalhar e retomar a vida. Estamos investindo na construção, mas vamos entregar essa clínica totalmente equipada, pronta para receber quem precisa” destacou o Prefeito Adib Elias.

Essa é a Prefeitura de Catalão. Cidade que Sonha e Faz.

ASCOM - Prefeitura de Catalão.