Castelo Branco recebe extensão da rede de esgoto

A Prefeitura Municipal de Catalão, através da Superintendência de Água e Esgoto, faz ampliações na rede levando mais benefícios para os catalanos. Os últimos bairros contemplados foram as Vilas Mutirão e União, onde cerca de 18 quilômetros de rede de esgoto foram construídas. Mas os trabalhos continuam. A SAE iniciou nesta sexta-feira (29), mais uma obra de saneamento básico, dessa vez, no bairro Castelo Branco, que receberá 22 quilômetros de rede de esgoto.


A obra, que é um desejo antigo dos moradores da região, será realizada com recursos próprios do município, cerca de R$ 2 milhões. E permitirá captar esgotos dos bairros Alvino Albino I e II, Maria Amélia I e II, e de algumas vias do bairro Terras de São Marcos. Todos esses locais estão com as redes prontas, porém ainda não interligadas no sistema da SAE, pois somente estarão aptas a serem ligadas quando a obra de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto, estiver concluída, o que está previsto para o mês de agosto deste ano corrente.


 A equipe da SAE e as máquinas já estão na rua 98 do bairro Castelo Branco executando o serviço.
O prefeito Adib Elias destaca a importância do benefício: “Os serviços de saneamento são de suma importância para o bem-estar da população e também para a atração de novos investimentos para a cidade. Por isso estou investindo maciçamente nessa área, visto a obra da ETE, no valor de quase R$ 30 milhões. Estamos direcionando os esforços para a universalização dos serviços de tratamento de esgoto em toda a cidade. Tenho certeza que Catalão sairá na frente mais uma vez e será exemplo em todo o Estado,” disse Adib Elias.


O superintendente Rodrigo Margon, fala sobre a meta da autarquia municipal.  “A SAE começa os trabalhos em um dos maiores bairros da cidade, Castelo Branco, a fim de, com recursos próprios, entregar 22 quilômetros de redes de esgoto para uma população que até então só contava com fossas sépticas. Estamos cada dia mais perto de realizar a meta do prefeito Adib Elias: ser a terceira cidade do país a ter 100% de esgoto coletado e tratado.”


Reforçando que, com mais essa grande obra, Catalão ultrapassará a marca de 70% de esgoto coletado, enquanto a média brasileira é de 48,6%. Ou seja, um grande avanço para o município.