Após doação de terreno por parte da Prefeitura, Igreja Ortodoxa apresenta projeto e deve iniciar construção na cidade

Após doação de terreno por parte da Prefeitura, Igreja Ortodoxa apresenta projeto e deve iniciar construção na cidade

Deve começar dentro dos próximos 15 dias em Catalão, a construção do Centro Social e Cultural da Igreja Ortodoxa Antioquina. A área com 3.245 metros quadrados foi doada pela Prefeitura Municipal após aprovação do Poder Legislativo.

De acordo com o Padre Rafael Javier Miguel Magul, Pároco da Igreja, a obra contará com aproximadamente 1.200 m² de área construída. O local exato fica na Rua Francisco Martins Borges esquina com as ruas Eustáquio Neves Vieira e Camilo Ferraz de Magalhães, no loteamento Santa Helena II. No espaço serão construídos um salão e uma casa de apoio onde serão realizados trabalhos sociais e onde a igreja deverá acolher as pessoas que mais precisam. Será um trabalho de integração com a comunidade, onde pretende-se ainda oferecer cursos profissionalizantes.

A previsão da igreja é que após o início da construção as obras sejam concluídas em até um ano. Numa homenagem à tradição dos sírios libaneses o local será chamado de Centro Cultural e Social Santo Elias. Lembrando que esta será a sexta cidade da região a ter uma sede. A Igreja Católica Apostólica Ortodoxa de Antioquia já está presente em Brasília, Anápolis, Goiânia, Ipameri, Aparecida de Goiânia (pequena comunidade) e em breve, Catalão.

Estima-se que aqui na cidade existam cerca de 8 mil pessoas (de maioria sírio libanês) que pertençam à Igreja ortodoxa.

Apresentação do Projeto

Durante a visita do padre Rafael Magul que esteve recentemente na sede da administração municipal para apresentar o projeto da obra concluída, o Prefeito Adib Elias, lembrou que a Igreja promoverá ações importantes em prol do povo de Catalão.

Igreja Ortodoxa

A Igreja Ortodoxa (em grego: ὀρθός; transl.: orthós , lit. reto, correto e δόξα, transl. dóxa: opinião, glória; literalmente, "igreja da opinião correta" ou "igreja da glória verdadeira", como traduzido pelos eslavos) ou Igreja Católica Ortodoxa é uma comunhão de igrejas cristãs autocéfalas, herdeiras da cristandade do Império Bizantino, que reconhece o primado de honra do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla desde que a sede de Constantinopla e Roma deixaram de comungar, resultando no Grande Cisma. Reivindica ser a mesma instituição anunciada por Jesus, considerando seus líderes sucessores dos apóstolos.

A Igreja Ortodoxa tem aproximadamente dois milênios, contando-se a partir da Igreja Primitiva, e aproximadamente mil anos, contando-se a partir do Cisma do Oriente ou Grande Cisma, em 1054. Desde então, os ortodoxos não reconhecem a primazia papal, a cláusula Filioque e não aceitam muitos dos dogmas proclamados pela Igreja Católica Romana em séculos recentes, tais como a Imaculada Conceição e a infalibilidade papal. Também não consideram válidos os sacramentos ministrados por outras confissões cristãs e em geral têm uma história hagiográfica à parte do catolicismo romano.

No seu conjunto, a Igreja Ortodoxa é a segunda maior confissão cristã (atrás do catolicismo romano), e também a segunda maior instituição religiosa do mundo (atrás da Igreja Católica Romana), contando ao todo com aproximadamente 250 milhões de fiéis, concentrados sobretudo nos países da Europa Oriental. As maiores igrejas locais são a russa e a romena.

Fonte: Wikipédia.

ASCOM – Prefeitura de Catalão